FÓRUM OFICIAL DA PESCA E MERGULHO DO BRASIL

Local privativo para interação exclusiva entre atletas-pescadores e mergulhadores apneistas e autonomos portadores de registro atualizado na CBPDS - Visualização aberta a todos.
Bem-vindo: Sáb Abr 21, 2018 3:00 pm
Índice do fórum » ASSUNTOS DE INTERESSE GERAL » TORNEIOS E PROVAS DE PESCA (Terra-firme)



Criar novo tópico Responder  [ 7 mensagens ] 
Autor Mensagem

NABO (B)
Avatar do usuário

Registrado em: Ter Out 14, 2014 9:47 pm
Mensagens: 18

Mensagem Enviado: Sáb Fev 06, 2016 10:17 am 
Voltar ao topo  
Este Torneio tem como objetivo homenagear o mártir da Independência do Brasil JOAQUIM JOSÉ DA SILVA XAVIER, cognominado “ O TIRADENTES ” e motivar os Atletas Pescadores a promoverem o desenvolvimento técnico dos seus clubes.

O Torneio será realizado nos dias 16 e 17 de abril de 2016, na Praia do Paiva, Município do Cabo de Santo Agostinho – PE, válidas na disputa INTERCLUBES por um Troféu de Posse Transitória e classificação por categoria Principal Masculino, Principal Feminino, Máster e Sênior, para o Troféu Tiradentes.

_________________
Alexandre Andrade da Silva
CBPDS 11031
CLUPERE

 Perfil  

NABO (B)
Avatar do usuário

Registrado em: Ter Out 14, 2014 9:47 pm
Mensagens: 18

Mensagem Enviado: Sáb Fev 06, 2016 10:18 am 
Voltar ao topo  
REGULAMENTO

Art. 1o. - OBJETIVO
Este Torneio tem como objetivo homenagear o mártir da Independência do Brasil JOAQUIM JOSÉ DA SILVA XAVIER, cognominado “ O TIRADENTES ” e motivar os Atletas Pescadores a promoverem o desenvolvimento técnico dos seus clubes, além da confraternização entre os participantes.
Art. 2o. – DAS PROVAS
O Torneio será realizado nos dias 16 e 17 de abril de 2016, na Praia do Paiva, Município do Cabo de Santo Agostinho – PE, com duas Provas, cada uma em Setor Único, com rodízio de boxes, para classificação INDIVIDUAL, válidas na disputa INTERCLUBES por um Troféu de Posse Transitória e classificação por categoria Principal Masculino, Principal Feminino, Máster e Sênior, para o Troféu Tiradentes.
Parágrafo Único – Programa das Provas:
1ª. Prova inicia-se às 12:00 h, do dia 16 de abril, na PRAIA DO PAIVA – Cabo de Santo Agostinho - PE, com duas etapas de 02 horas cada e um intervalo de 30 minutos para rodízio.
2ª. Prova inicia-se às 06:00 h, do dia 17 de abril, na PRAIA DO PAIVA – Cabo de Santo Agostinho - PE com 02 (duas) etapas de 02 horas e um intervalo de 30 minutos para rodízio.
SORTEIO Prévio às 09:00 h, do dia 16 de abril, no Trópicos Hotel.
Art. 3º. – DA DIREÇAO, ORGANIZAÇAO E FISCALIZAÇAO
O Torneio é promovido pela APAP (Associação de Pesca Amadora da Paraíba) e organizado pelo CLUPERE (Clube de Pesca do Recife), a pedido da APAP, dirigida pela CBPDS (Confederação Brasileira de Pesca e Desportos Subaquáticos). Será regida pela REGPTF - Regra de Pesca em Terra Firme, à luz da qual serão elucidados todos os casos omissos neste Regulamento Particular.
Art. 4º. - DOS PARTICIPANTES
Poderão participar do Torneio, os atletas pescadores de clubes nordestinos confederados, que estejam com alvará de 2016, preenchendo a FICHA DE INSCRIÇÃO OFICIAL liberada pela CBPDS, pagando a Taxa de Inscrição individual estipulada no valor de R$ 50,00 reais e possuam Licença de Pesca válida.
Parágrafo Único – As inscrições serão efetuadas pelos Clubes e encaminhadas à Diretoria do CLUPERE, até às 18:00 horas, do dia 18 de março de 2016, com a ficha de inscrição escaneada assinada, para o email clupere@hotmail.com.
O pagamento integral deve ser depositado identificado, até o dia 18 de março de 2016, na conta:
Clube de Pesca do Recife
Banco do Brasil
Agência 3258-1
Conta Corrente 55.000-0
Art. 5° DA DISPUTA DO TROFÉU TRANSITÓRIO
5.1. Na 1ª. Prova, cada clube classificará os seus cinco melhores colocados como pontuadores para a disputa interclubes, tendo os seus pontos CBPDS obtidos na classificação geral somados, para estabelecer a posição do clube na referida Prova em relação aos demais clubes concorrentes;
5.2 Na 2ª. Prova, cada clube classificará os seus cinco melhores colocados como pontuadores para a disputa interclubes, tendo os seus pontos CBPDS obtidos na classificação geral somados, para estabelecer a posição do clube na referida Prova em relação aos demais clubes concorrentes;
5.3 A pontuação dos Clubes em cada Prova terá como referência superior os Pontos da Tabela I CBPDS que correspondem ao número de clubes envolvidos na disputa;
5.4 A apuração final de Clube será feita pelo somatório dos pontos obtidos nas duas provas.
5.5 O eventual desempate será feito com base nos Art. 8° e 10° da REGPTF editada em 22/11/2013, observando-se os parâmetros dos atletas que pontuaram para o clube, nas duas provas.

Art. 6o. – DOS DETALHES TÉCNICOS
6.1 Dos Peixes Seguem-se textualmente todas as prescrições do art.9º da REGPTF, limitando-se em 15 cm o tamanho mínimo para todas as espécies, exceto as relacionadas abaixo, reguladas pelo ministério da pesca com os respectivos tamanhos mínimos; não serão válidos os Baiacus, Mututucas, Moréias, Meretes e arraias, que devem ser soltos vivos, os mamareis e as sardinhas. Os ferrões dos bagres terão de ser cortados na base sem deixar cotoco (critério da CNA) antes de lacrar-se o saco do Atleta ao final de cada etapa ou o peixe não será válido.
NOME POPULAR NOME CIENTÍFICO TAMANHO MÍNIMO
BAGRE GENINDES 20 CM
PAPA-TERRA OU BETARA MENTICIRRHUS LITTORALIS 20 CM
BARBUDO MUGIL CUREMA 20 CM
CAMURIM OU ROBALO CENTROPOMUS PARALELLUS 30 CM
PESCADA CYNOSCION STRIATUS 30 CM
PEIXE ESPADA TRICHIURUS LEPTURUS 70 CM

6.2 Do Material Esportivo – De acordo com o Art. 11 da REGPTF, com as limitações de peso mínimo de chumbada, tamanho de anzol e de peixes.
6.3 Iscas – Somente camarão morto de responsabilidade de cada concorrente
6.4 Balde ou Similar – obrigatório, com água do mar, para colocação do pescado;
6.5 Saco para pescado: Dois sacos plásticos (para as duas provas) e quatro lacres com as respectivas etiquetas de identificação serão distribuídos pela Organização no Congresso Técnico para os clubes participantes em número igual aos atletas inscritos.
6.6 Pontuação- a pontuação será de um ponto por grama.
6.7 Fator sorte - Fica limitado em 2.000 gramas o peso máximo de uma peça para efeito de pontuação, sendo 2.000 pontos o valor máximo para uma peça de peso igual ou superior ao peso limite; será, porém, considerado o peso total da peça para efeito de desempate.
6.8 Setor de Pesca: A pesca se desenvolverá em SETOR ÚNICO com placa de marcação no centro da raia, dividido em BOXES, respeitando a distância de, no mínimo, 10 metros entre os concorrentes; A ocupação dos boxes será feita por sorteio, intercalando-se pescadores de clubes diversos. Mudanças só serão permitidas no caso de impraticabilidade reconhecida pelo árbitro. Serão reservadas cinco Boxes para pescadores com dificuldade físicas de locomoção.
6.9 Sinalização: O início e término das etapas e da prova, serão sinalizados com fogos de artifício.
Art. 7°- DO PROCEDIMENTO DURANTE A PROVA
7.1 serão seguidas as prescrições do Art. 12 da REGPTF.
7.2 O pescador que estiver trabalhando um peixe com a linha na água após a sinalização final terá quinze minutos para colocá-la em seco e a peça capturada será marcada pelo árbitro e só será computada na pontuação se tiver peso igual ou superior a mil gramas.
7.3 os atletas pescadores deverão usar o uniforme de seu clube durante toda a prova, admitindo-se a variedade da cobertura (Boné, Chapéu etc). Não é permitido ao concorrente tirar o uniforme oficial (que não pode ser tipo calção de banho ou maiô) ou parte dele durante o desenvolvimento da prova, sob pena de desclassificação.
7.4 O procedimento dos atletas deverá obedecer ao prescrito no art. 12 do REGPTF, ficando desde já determinado que, para o recolhimento dos peixes será exigido o cumprimento do art. 12, inciso 12.4, item A critério 1.
A - Critério 1 – O concorrente ao retirar o peixe da água pode imediatamente lançar com outra vara ou trocar o chicote e fazer novo arremesso. Após o lançamento, deverá retirar do(s) anzol(is), o(s) peixe(s) capturado(s) no lance anterior (tirando os ferrões, se for o caso) e sendo obrigado a colocá-lo(s) imediatamente no seu balde (obrigatoriamente com água do mar), para ao final da etapa transferi-lo(s) para o saco distribuído pela organização, fechando-o, com um dos lacres, toda as vezes que mudar de box e colocando o último lacre com a etiqueta por fora do saco, somente ao final da última etapa. O saco ou o balde não poderão estar em recipientes fixados ao corpo do concorrente. Sair do Box nas etapas com o saco aberto (sem o lacre) será motivo de invalidação dos peixes da etapa não lacrada.
7.5 É proibido ao concorrente entrar na água para fazer seu arremesso ou recolher a linha, admitindo-se apenas o contato natural em função do movimento das ondas.
7.6 É proibido adicionar qualquer produto às iscas com a finalidade de atrair os peixes;

Art. 8o. DA PESAGEM E APURAÇÃO
8.1. Ao término da prova, os sacos de pescados, devidamente lacrados, deverão ser entregues à arbitragem para realização da pesagem e apuração de resultado; Peixes com areia ou anzol na boca não serão aceitos na pesagem - Não será dada oportunidade ao atleta para corrigir a falha.
8.2. O desempate será feito pelos critérios oficiais previstos na REGPTF.
Art. 9o. DA PREMIAÇÃO
9.1. O Clube vencedor da disputa interclubes, receberá o Troféu Transitório mediante assinatura do Termo de Responsabilidade de guarda e conservação, mantendo a posse até o ano seguinte, quando será colocado novamente em jogo. A posse definitiva será dada ao Clube que conquistar 3 vezes consecutivas ou 5 vezes alternadas. Caso o CLUPERE vença a disputa, ficará com a posse definitiva do troféu, pois foi o campeão de 2014 e 2015.
9.2. Os cinco melhores atletas do clube campeão, receberão medalhas especiais alusivas ao feito.
9.3. Os vencedores das categorias Principal Masculino, Principal Feminino, Máster e Sênior, receberão o Troféu Tiradentes.
Art. 10o. DA ARBITRAGEM E DISCIPLINA
A Arbitragem será indicada pela (CBPDS) e os problemas disciplinares serão decididos em conformidade com a Tábua de Penalidades para Infrações das Normas de Competição.
Art. 11o. DOS CASOS OMISSOS
Os casos omissos de ordem administrativa serão decididos pela Diretoria do CLUPERE e os casos de ordem técnica serão decididos pelo Árbitro, com base na REGPTF da CBPDS Edição 2013.

_________________
Alexandre Andrade da Silva
CBPDS 11031
CLUPERE

 Perfil  

NABO (B)
Avatar do usuário

Registrado em: Ter Out 14, 2014 9:47 pm
Mensagens: 18

Mensagem Enviado: Sex Fev 12, 2016 4:44 pm 
Voltar ao topo  
TRÓPICOS HOTEL
Endereço: Rua Nelson Mendes da Silva, 23 - Itapuama, Cabo de Santo Agostinho

Reservas - Campeonato de Pesca
Ângela
Telefone:(81) 3522-9000

Valor da diária:
Chalé com ar
R$ 190,00 casal com café da manhã incluso. Pessoa extra no chalé R$ 70,00 cada uma.

Chalé ventilador
R$ 140,00 casal com café da manhã incluso. Pessoa extra no chalé R$ 50,00 cada uma.

Obs: Cada chalé comporta no máximo 04 pessoas, temos estrutura com 02 quartos (bangalô), apartamento 01 quarto e chalé com mezanino quarto único cama casal com colchão extra.
Horário de entrada e saída especial para integrantes do evento: check-in 08:00 e check-out 16:00hs.

_________________
Alexandre Andrade da Silva
CBPDS 11031
CLUPERE

 Perfil  

NABO (B)
Avatar do usuário

Registrado em: Ter Out 14, 2014 9:47 pm
Mensagens: 18

Mensagem Enviado: Sex Fev 12, 2016 5:12 pm 
Voltar ao topo  
Imagens do Trópicos Hotel


Você não está autorizado a ver ou baixar esse anexo.

_________________
Alexandre Andrade da Silva
CBPDS 11031
CLUPERE

 Perfil  

NABO (B)
Avatar do usuário

Registrado em: Ter Out 14, 2014 9:47 pm
Mensagens: 18

Mensagem Enviado: Seg Mar 28, 2016 10:06 am 
Voltar ao topo  
Inscrições encerradas, 82 atletas do CLUPERE, ADAP, APAP, COPA e CLUPESIL

_________________
Alexandre Andrade da Silva
CBPDS 11031
CLUPERE

 Perfil  

NABO (B)
Avatar do usuário

Registrado em: Ter Out 14, 2014 9:47 pm
Mensagens: 18

Mensagem Enviado: Ter Abr 19, 2016 4:04 pm 
Voltar ao topo  
Nesse final de semana, aconteceu o III Torneio Interclubes Nordeste Tiradentes, na praia do Paiva, no município do Cabo de Santo Agostinho, em Pernambuco. A praia do Paiva será o palco do Campeonato Brasileiro de Pesca Desportiva, em outubro de 2016. Num total de 80 atletas e cinco clubes da região nordeste (CLUPERE/PE, COPA/PE, ADAP/PE, APAP/PB e CLUPESIL/BA), foram capturados cerca de 160 peças, num total aproximado de 17 kg de pescado. A etapa do sábado foi com bastante vento e muita chuva e a do domingo, apesar do sol, com água fria, que afastou os peixes. Saíram palombetas, pampos, sargentinhos, carapebas, um camurim, bagres e outros.
O CLUPERE sagrou-se campeão pela terceira vez consecutiva e ficou com o troféu em definitivo.
1° CLUPERE, 2° COPA, 3° APAP, 4° ADAP e 5° CLUPESIL.
O Sr José Geraldo, da APAP, um dos idealizadores da competição, ficou muito satisfeito com o sucesso do evento, que atingiu o objetivo proposto, que era o de congregar o maior número de clubes da região nordeste.


Você não está autorizado a ver ou baixar esse anexo.

_________________
Alexandre Andrade da Silva
CBPDS 11031
CLUPERE

 Perfil  

Administrador
Avatar do usuário

Registrado em: Dom Jun 29, 2008 3:20 pm
Mensagens: 498

Mensagem Enviado: Qua Abr 27, 2016 2:33 pm 
Voltar ao topo  
Em nome da CBPDS,

Dr. Eduardo Bracony nos solicitou publicar o seguiinte:

PARABÉNS AO CLUPERE E DEMAIS PARTICIPANTES

_________________
A Administração

 Perfil  
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ 7 mensagens ] 


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido
cron
Powered by phpBB © 2000, 2002, 2005, 2007 phpBB Group :: Style based on FI Subice by phpBBservice.nl :: Todos os horários são GMT - 3 horas [ DST ]
Traduzido por: Suporte phpBB